Te vou trair

enquanto não vens 

enquanto não me tens 

te vou trair

     vou sair 

     vou mentir

estarei em outros lábios

deitarei em outros corpos 

enquanto não és meu

enquanto nada é teu

te vou trair

     vou sorrir

     vou somar

cobrir-me-ei em teus lençóis

lavar-me-ei pra depois

mas enquanto nada é

vou fazer

mancharei meu justo vestido 

e não será de vermelho

meu batom?

ah! esse perderá seu tom 

meus cabelos deixarei voar 

enquanto  não me vens abraçar 

vou dançar 

ainda que me venham pisar 

vou rebolar

meu corpo outro conhecerá

te vou trair 

enquanto for assim 

irei cuidar de mim

ah! vou sim 

Imagem retirada do Google

Imagem retirada do Google

Cláudia Cassoma, ou Laudy como prefere ser chamada é uma Jovem Angolana apaixonada pela arte de escrever, expressando em sua poesia suas mais intimas ideias e inquietações sobre a realidade que a rodeia. Seu primeiro encontro com a arte de escrever debuta desde os seus 9 anos e foi amadurecendo com ela até "Amores que nunca vivi".