Que acabasse então

 amasse eu outro alguém 

à nossa história berrasse  amém

deixasse o passado ser 

e disso o futuro acontecer 

 

fosse isso mais que loucura 

nem só mais algo 

com que meu ser sonha   

 

4415664.jpg

quisessem meus lábios beijar   

lábios que não em ti 

e meu corpo amar 

outro que não de ti 

 

 

 fosse então mais que almejo 

parte do que vivo 

e que de ti me afasta 

 

cantassem meus olhos outra canção

uma que não me fosses emoção

talvez até sem melodia

desde que não te fizesses alegria.

 

Cláudia Cassoma, ou Laudy como prefere ser chamada é uma Jovem Angolana apaixonada pela arte de escrever, expressando em sua poesia suas mais intimas ideias e inquietações sobre a realidade que a rodeia. Seu primeiro encontro com a arte de escrever debuta desde os seus 9 anos e foi amadurecendo com ela até "Amores que nunca vivi".