Nosso amor cresceu

No tempo de cabelos naturais e penteados pelos ares.

No tempo das longas vestes e dos amores oferecidos.

No tempo do diamante bruto, da vida num eterno sonho, 

em tal tempo

nosso amor era menino

.

No tempo das cartinhas, dos encontros com as tias.

No tempo das nossas fugidas, dos beijos tímidos no cinema,

No tempo dos passeios pela praia, em que molhávamos os pés demonstrando amor ao fazê-lo,

neste tempo eu também te amei,

No tempo em que era você em cima e eu em baixo; Ah! nesse tempo

nosso amor era mocinho

.

Olha pra ele hoje, está um jovem senhor. Neste tempo em que as rosas se tornaram escassas, alguns jantares foram substituídos por clubs. Nossa forma de amar é outra, mas nosso amor cresceu. Agora neste tempo em que se queimam cartas e fotos, quando naquele as guardávamos como forma de tatuar uma vida. Ah! olha só como cresceu,

está um Jovem Senhor

.

Nosso amor cresceu!