Não quero crescer

Não almejo aumentar

nem só me pôr a voar

se tal me significar chorar,

não quero me perder

não saber o que escrever

não quero pensar

quando desejar rimar;

Não!

não quero crescer

se a poesia me desaparecer

e com ela a facilidade

de sonhar a realidade

de crer no surreal

de ser igual a metade

se assim for

ao futuro não me dê

por favor

não me deixe crescer

dela não mais depender

não ser o meu viver

pela distância desse mim

eu suplico sim

não me dê ao crescer.