Ser feliz depende de mim!

               Tenho me visto em profundos lamentos nos últimos dias, tenho sido idiota acreditando em coisas que no fundo sei que jamais serão perfeitas, venho sonhando com príncipes, venho vivendo estas ilusões. Decidi assim mesmo trilhar tais caminhos, pisar nos espinhos, cair, levantar e voltar a correr, mesmo sabendo da ausência do fim da meta.

Não sei ainda a quem culpar, sei que a vida também tem das suas, mas as vezes parece que tudo depende das minhas. Da minha vontade, do amor à minha realidade, de como me construo. 

Confesso cometer meus erros, tanto aqui como ali, confesso ter chorado pelos amores que perdi, mas enfim, depende de mim. Passar o novo rímel ou de novo me inundar, colocar o lindo batom vermelho ou deixar me saírem rugas. Sim! Depende de mim, só de mim, ir ao ginásio ou continuar neste quarto me enchendo de chocolates.

Que me poderá ser mais difícil, eu reconheço, que as vezes poderei me encontrar com as mesmas paredes eu sei. Mas continuará sendo a minha, a última palavra, a última decisão, dependerá de mim estender novamente o tapete vermelho e me contemplar entre os melhores, ou me lançar no rio chamado "fim", dependerá de mim escolher a história certa do meu livro.  

O cessar-choro, o berrar de felicidade, no meu olhar o brilho pela minha realidade, de mim depende, então aqui vou eu, cantando da vida a nova canção, assumindo ser feliz e baptizando eterno. Pois tal depende de mim!