Minhas bobagens


Querido Deus a noite de ontem não foi uma das melhoras e hoje também o dia não tem muita graça, de ti sinto falta, e de mim também. Sinto-me tão distante, me encontro num desgaste, onde nem que por um infinito me arraste, sinto em mim solução.
Deus estou escrevendo pra contar minhas bobagens, coisas que não tenho coragem de contar a mais ninguém, pois como você mais ninguém me entende.
Voltando ao ontem, Papai, foi mesmo muito difícil pois minha alma se pôs a recordar, num passado próximo me foi levar, aquele passado que não passa mais de dois anos, aquele passado onde eu me admirava, me conhecia e sabia o que queria e ainda que sentisse meus desejos distantes não me cansava de continuar, sonhava, ainda que não fosse noite eu sonhava e neles desistir não existia era uma confiança tão grande, que hoje me pergunto, quem sou? , como nisso me tornei? nesse ser incapaz, sem sonhos, sem vontade, Deus, eu me pergunto.
As vezes sinto como se tivesse algo em cima  que me empurra pra baixo assim que tento levantar. Mas Deus é mesmo terrível, sozinha eu não consigo. Por favor, não quero te incomodar com minhas bobagens mas já não conheço mais ninguém que as pode ouvir.

Sei que eu não mereço, mas onde estiveres, por favor, ouça minha história e me dê uma ajuda.
Mude minha noite hoje, seca aquelas lágrimas na minha cama, joga para bem longe aquele pesadelo que me espera, acenda a luz do meu quarto, me conte uma história que só Você conhece para ao teu lado me transporte.