Vou denunciar



Meu corpo deambula desvestido
vive com medo do acaso
chora por ser mal amado
e ter que viver escondido ;
Sou todos os dias confrontada
por aqueles que acham
que devo mudar de vida
e não deixar que me batam ;
Choro escondida
fujo da vida
reconheço a minha invalidade
enquanto esta for a minha realidade ;
A minha imagem está denegrida
habituei-me com esta sina
quando a podia mudar
quando a podia rejeitar ;
Habituei-me à muito a mentira
a fingir que nada estou a sentir
escondo os hematomas
mais ainda sinto as dores ;
Passo maior parte do tempo a fingir
enquanto os outros se põem a rir
meu corpo está queimado
porque foi maltratado;
 Escondo as nódoas negras
por baixo das velhas roupas
sou uma mulher
que vive a sofrer ;
Amo quem me odeia
amo quem me maltrata
sou estúpida
sou louca ;
Meus lábios estão rachados
por reclamar pelos mal tratos
o beijo passou a ser
meu marido a me bater ;
Chama-me nomes
bate-me como escrava
não posso falar
porque promete me matar ;
O meu corpo está cansado
de ser sempre maltratado
vou enterrar este medo
e fazer o que é certo ;
 Se é crime
vou denunciar
mesmo que me custe
é por desanuviar.............