Tempos se vão desde o MEU então!

há já algum tempo não choro

não mais sinto que algo sinto

me tenho tornado fria

um tanto vazia

desde algum ontem ao então

não mais sei o que é solidão

aquele aperto no coração

não mais ocupa minha emoção

nada mais sei sobre o amor

nem mesmo sua dor

nada mais sei do sonhar 

nem mesmo seu assustar

há tempos que não me vejo

não me sinto

há tempos que só desisto

que não mais persisto

não sei se foi sua ida

ou se simplesmente perdi minha vida

não sei se ao menos lutei

ou se simplesmente me entreguei

acabei

me joguei

há tempos que não canto

nem tão pouco lamento

me sinto perdida

e talvez daqui não haja saída

pois nem mesmo eu

conheço essa avenida

há tempos que não me enxugo

por carregar um louco desejo

por querer lutar pelo amado

pelo regresso do meu sorriso

tempos se vão 

desde que tive coração

tempos se vão desde algum momento

MEU

no passado.