Pretérito Perfeito - Mais um desafio

Website.png

Faço sempre questão de respeitar as exceções, mas dessa vez vou arriscar e afirmar que publicar um livro como autor independente é sempre um grande desafio. E, com essa verdade, apresento-vos o meu mais recente. 

A minha preocupação em enfatizar as minhas raízes é uma realidade nada estranho para os apreciadores do meu trabalho. É impossível ler cinco textos meus e não encontrar algures pelas minhas linhas referências do que sou pela influência do meu gênese. Faço questão de mostrar isso ou pelo menos é tão natural que é inevitável fazer diferente. Pretérito Perfeito é o meu segundo livro e além de ser esse desafio supracitado é também a confirmação do facto apresentado. É uma declaração de amor às minhas raízes e a tudo que hoje é e sou por conta delas. 

Creio intensamente no sucesso como resultado da colaboração e da crença; não somente a que temos por nós mesmos, mas a depositada em nós pelos outros. Com isso, assumo que tenho uma lista enorme de pessoas para agradecer pela conclusão desse desafio e, consequentemente, por mais triunfo. A Dona Margarida é alguém por quem serei eternamente grata. Por ela, hoje me abstenho de pensar o que seria desse livro se ninguém acreditasse em mim pois ela o fez. De igual modo agradeço o Sr. Tavares, outra pessoa crucial no processo. Luefe Khayari escreveu o prefácio, Wilmar Nakeni a biografia e, Mário Henriques além de ter feito a revisão do livro escreveu um extraordinário posfácio; Pretérito Perfeito não seria o que é sem cada uma dessas pessoas. Ah! Não pense que me esqueci de você, sim, você. Jamais cessarei meus agradecimentos à você. Você de acompanha o meu trabalho, você que lê, você que partilha, você que compra, você que critica, você que, de uma forma ou de outra, participa do meu crescimento. À você também estendo os meus mais profundos agradecimentos. Creia que és grande parte desse desafio e sê-lo-ás enquanto continuares aí. A todos, com ou sem nome, nessas linhas, o meu coração lacrimeja por uma felicidade que não se pode pôr em palavras. Obrigada! 

Conheça o Livro: 📖

Cláudia CassomaComment